No Paraná, produtor rural cuida da natureza além do que pede a Lei

26 FEV 2018
26 de Fevereiro de 2018
FAEP
Os proprietários rurais do Paraná preservam a natureza além do que é exigido pela Lei. É o que aponta um estudo nacional realizado pela Empresa Brasileira Agropecuária (Embrapa) com base nos dados do Cadastro Ambiental Rural (CAR). Os números foram detalhados pelo pesquisador Carlos Alberto de Carvalho, analista de sistemas que participa da frente de trabalho, em um encontro na sede do Sistema FAEP/SENAR-PR, em Curitiba, no dia 19 de fevereiro.

O CAR foi uma exigência do governo federal a partir da aprovação do Código Florestal de 2012. Desde então, todos os donos de terras do Brasil estão obrigados a fazer um cadastro detalhado, com base em imagens de satélite, das áreas que possuem e a indicação de onde mantêm as áreas de preservação exigidas por Lei. O prazo passou por algumas prorrogações e agora a data final para que esse procedimento seja realizado vai até 31 de maio de 2018.

A versão do estudo apresentada por Carvalho considera os dados dos cadastros realizados até dezembro de 2017. Segundo o pesquisador, o Paraná tem 19,97 milhões de hectares no total. Destes, 14,8 milhões são propriedades rurais. A estimativa é que dentro dessas propriedades sejam destinados à preservação da vegetação 4,04 milhões de hectares, o que representa 27,3% de toda a área destinada à produção agropecuária.

“Isso é um número muito impressionante, porque a Lei exige que os produtores protejam 20%. Nós temos, então, no Paraná, um ‘excedente’ de vegetação de aproximadamente 7%. Isso é muito interessante porque mostra, por exemplo, todo o comprometimento dos produtores do Estado com a preservação da vegetação nativa, um total alinhamento com a proteção ambiental aliada com a produção agrícola”, disse Carvalho.
Fonte: Tarobá News 
Voltar

©2016 Alternativa FM - Rádio Alternativa FM 104,9  Corbélia/PR